Blog

O toque humano tem poder analgésico

Um estudo realizado na Universidade do Colorado e publicado da revista Scientific Reports em junho de 2017 demonstrou que a empatia e o toque entre casais tem poder analgésico.

Os pesquisados recrutaram casais e aplicaram estímulos dolorosos em situações onde os casais estavam em salas separadas, salas conjuntas porém distantes e na mesma sala de mãos dadas.

Os pesquisadores perceberam que os casais que estavam de mãos dadas durante o experimento apresentavam menores níveis de dor. Houve influência inclusive na frequência cardíaca e respiratória.

Os pesquisadores perceberam também que o poder analgésico estava diretamente relacionado à empatia entre os casais.

Saiba mais no estudo completo (em inglês): https://goo.gl/ba9njw

Sabe-se que as varizes dos membros inferiores, além de causar desconforto estético, pode causar dores nas pernas. Em casos mais raros as varizes podem acometer o nervo ciático, resultando em dores que podem até ser confundidas com hérnias de disco. As varizes podem comprimir o nervo ciático causando dores irradiadas pela perna que usualmente pioram quando o paciente senta e melhora quando o paciente permanece de pé ou caminha. Varizes e dor no ciático

JFK

O presidente norte-americano John Fitzgerald Kennedy (JFK) será sempre lembrado por seu carisma, por feitos políticos relevantes como a expansão do programa espacial americano e, obviamente, por seu brutal assassinato.

O que poucos sabem é que JFK sofria com dores lombares e abdominais crônicas, além de diversas doenças endocrinológicas.

Aos 21 anos, JFK já sentia dores na região da articulação sacroilíaca direita. As dores pioraram muito quando, durante o serviço na marinha americana, seu barco foi partido ao meio por inimigos e JFK passou 9 horas dentro do mar auxiliando no resgate dos aliados. Pouco tempo depois as dores já acometiam a região lombar esquerda, irradiando para a perna.  Em junho de 1944 foi submetido a uma cirurgia de coluna que revelou não haver hérnia alguma. Após a cirurgia as dores de JFK pioraram significativamente, passando a utilizar altas doses de morfina. Novas cirurgias foram realizadas mesmo contra a vontade de alguns médicos, apresentando complicações quase fatais e sem melhora do quadro doloroso.

As dores de JFK só apresentaram melhora com o tratamento realizado pela Dra. Janet Travell que objetivava a liberação de contraturas musculares utilizando anestésicos locais. Porém, com a corrida presidencial de 1960, JFK precisou abandonar parte do tratamento, apresentando nova piora do quadro.

Apesar de sofrer com dores intensas, JFK deixou de presidir o país por apenas 1 dia dos seus 1000 dias de mandato.

Jonh Kennedy provavelmente é o exemplo mais notório de como um tratamento invasivo sem um diagnóstico preciso da dor pode ser danoso ao paciente. Em uma Teoria da Conspiração, por uma estranha ironia, no seu assassinato em 1963, seu colete lombar o manteve ereto após o primeiro tiro, deixando-o exposto ao segundo tiro, este fatal, na parte posterior da cabeça.

NOSSAS CRIANÇAS ESTÃO MAIS FRACAS DO QUE HÁ 10 ANOS

Um estudo publicado na revista médica “Acta Paediatrica” em meados de 2011 comparou a força muscular das crianças de uma comunidade inglesa em duas épocas, em 1998 e em 2008. As crianças eram da mesma faixa etária (10 a 11 anos)

Os pesquisadores demostraram que as crianças avaliadas em 2008 eram menos capazes de realizar certas atividades físicas em uma proporção até 27% menor quando comparadas às crianças avaliadas 10 anos antes.

O estudo chama atenção para a alta prevalência de sedentarismo entre as crianças, o que fatalmente trará consequências futuras.

É um alerta importante para que os pais estimulem cada vez mais as crianças a praticarem atividades físicas.

Confira o artigo completo:

https://goo.gl/uFUIzhSendentarismo entre as crianças

Saiba mais sobre a Síndrome do Piriforme. Uma causa frequente de dor no glúteo que pode inclusive ser confundida com uma hérnia de disco.

ASSOCIAÇÕES