Blog

Dores pelo corpo todo? Isso nem sempre é fibromialgia. Conheça 11 condições clínicas que podem provocar dores generalizadas e simular a fibromialgia.
Quer ler o estudo completo, clique abaixo:
https://goo.gl/DW5ef2

O herpes zoster é a reativação do virus da varicela (catapora). O que ocorre é que após a cicatrização das feridas causadas pela catapora, o vírus fica latente (adormecido) em qualquer nervo do corpo. Em algum momento, após uma queda da imunidade, esse vírus é reativa e caminha do nervo até a pele, causando as lesões características do herpes zoster.

A neuralgia pós-hérpética é uma das complicações mais temidas do herpes zoster e ocorre quando o paciente permanece com dores mesmo após 3 meses da cicatrização das feridas. Qualquer medida que diminua a incidência desse problema deve ser tomada o quanto antes e dentre essas medidas destacam-se os conhecidos “bloqueios”que consistem na injeção guiada de substâncias anestésicas e anti-inflamatórias ao redor dos nervos afetados pelo herpes zoster.

Um estudo, publicado no Jornal Sulcoreano de Dor no começo desse ano, compilou todos os estudos que avaliaram a eficácia desses bloqueios na prevenção da neuralgia pós-herpética.

Em resumo os pesquisadores concluíram que cada bloqueio tem a capacidade de reduzir a incidência da neuralgia pós-herpética, a destacar:
– Bloqueio do gânglio estrelado: redução de 31% para 11%
– Bloqueio peridural contínuo ou seriado: redução de 36% para 11%
– Bloqueio paravertebral: redução de 26% para 9%

O estudo chama a atenção para a necessidade de encaminhamento precoce desses pacientes para um especialista em Dor pois quando maior o atraso no tratamento, maior será a dificuldade para o controle das dores.

Segue o link para o estudo na íntegra:
https://goo.gl/fWQB3K

FullSizeRender

As dores lombares crônicas representam a principal causa de incapacidade em paciente adultos há muito tempo e, por mais que os tratamentos avancem, percebe-se que a prevalência desse problema tem aumentado significativamente.

É evidente, portanto, que a prevenção da dor lombar deve ser o foco quando falamos de saúde pública.

Um estudo publicado em 2016 em uma das revistas mais importantes de medicina no mundo avaliou várias estratégias de prevenção de dor lombar e concluiu que a realização de atividades físicas e educação em dor foram as estratégias mais eficazes na prevenção das lombalgias.

Veja o artigo completo em:

https://goo.gl/SQVxxy

 

 

 

10787141 - charming woman taking pills in her bedroom

A fibromialgia é um transtorno doloroso que usualmente se manifesta com dores pelo corpo todo associado a distúrbios do sono, cansaço durante o dia, dores de cabeça, entre outros sintomas.

Uma vez confirmado o diagnóstico, sabe-se que o tratamento multidisciplinar é o  que resulta em melhor controle das dores e aumento da qualidade de vida. O paciente deve, portanto, fazer uso de medicamentos específicos além de aderir a um plano de psicoterapia e exercícios físicos regulares. Outros tratamentos como a acupuntura também são benéficos.

Estudos recentes avaliaram o uso de um medicamento chamado naltrexona que, quando usado em doses apropriadas, oferece um bom controle das dores com baixa incidência de efeitos colaterais.

Trata-se de uma boa opção para os pacientes que sofrem com esse tipo de dor crônica.

OBS: Todo e qualquer medicamento só deve ser utilizado sob orientação após consulta médica.

 

Veja os estudos completos em:

https://goo.gl/PfdqAG

https://goo.gl/8ppzQE

https://goo.gl/BJRNKB

 

 

71522318 - cheerful carefree young woman in plaid shirt with hands on head over white background

Sabemos que há mais de 100 tipos de dor de cabeça catalogadas pela Sociedade “Internacional de Dor de Cabeça” mas um tipo de dor de cabeça ainda não catalogada é a “dor de cabeça induzida por risadas”.

Um grupo de médicos do departamento de neurologia da cidade de Pequim, na China, publicou o relato de duas pacientes que apresentavam dores de cabeça apenas quando davam grandes gargalhadas.

Em uma das pacientes foi detectada uma alteração cerebral na ressonância nuclear magnética, em outra nenhuma alteração pode ser identificada.

O mecanismo mais aceito para o problema seria o aumento da pressão intra-abdominal das pacientes o que poderia aumentar a pressão dentro do crânio.

Leia o artigo completo em:

https://goo.gl/DuVza8

 

 

Obesidade 1

Um estudo publicado na revista “Obesity Surgery” em julho de 2017 comparou a influência da perda de peso obtida através da cirurgia bariátrica com a obtida pelo tratamento conservador nas crises de enxaqueca de mulheres acima do peso.

Os pesquisadores demonstraram que tanto a intensidade como a duração das crises de enxaqueca diminuíram significativamente após a perda de peso obtida pelas pacientes. A melhora do quadro de enxaqueca foi marcadamente maior no grupo de pacientes submetidas à cirurgia bariátrica quando comparado ao grupo das pacientes que foram submetidas ao tratamento conservador (vide figura)

Vejo o estudo completo em:

https://goo.gl/t7ZQoh

ASSOCIAÇÕES